Notícias

13/07/2017

Secretário de Turismo traça estratégias direcionadas ao desenvolvimento do município

Em reunião com consultora técnica do Sebrae-AL, Cesar Teixeira debate projetos voltados para o comércio e serviços

image

O secretário de Turismo, Indústria e Comércio de Jequiá da Praia, Cesar Teixeira, esteve reunido com a consultora técnica em Turismo do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Alagoas (Sebrae-AL), Luciana Calheiros, para traçar estratégias direcionadas ao turismo local.

O objetivo é também fortalecer a formalização dos pequenos negócios, além de associações e projetos de geração de renda, organização de plano de consultorias e capacitações de projetos voltados para o comércio, serviços e artesanato de Jequiá da Praia. 

Ampliar as conquistas sociais e investir na geração de emprego e renda por meio do fomento ao turismo é um dos focos da administração da prefeita Jeannyne Beltrão. A meta da gestora é tornar o município de Jequiá da Praia num principais pontos turísticos do estado. “Acredito que investir na área será o pontapé inicial para gerar mais empregos e fortalecer a economia local, levando desenvolvimento e melhor qualidade de vida para a população”, considerou Jeannyne, que busca cada vez mais parcerias com empresários da região para construir novas pousadas, hotéis e restaurantes na cidade.

Expectativa - O Brasil atingiu o número recorde de 6,6 milhões de visitas de estrangeiros, em 2016. O ano em que o País sediou as Olimpíadas e as Paralimpíadas registrou aumento de 4,8% na entrada de turistas internacionais em relação ao ano anterior. O movimento histórico dos turistas estrangeiros injetou na economia brasileira o montante de US$ 6,2 bilhões. O valor equivale a mais de R$ 21 bilhões e é 6,2% maior do que o registrado em 2015.

Para 2017, a expectativa é de que o fluxo de estrangeiros no país cresça em torno de 6%, mesma tendência de crescimento registrada em outros países que sediaram Olimpíadas, no ano seguinte ao evento. A Inglaterra, por exemplo, país que sediou os Jogos antes do Brasil, registrou aumento médio de 5% ao ano depois do megaevento. O último crescimento registrado no país antes dos Jogos tinha sido de 0,92%.

mais notícias