Notícias

20/10/2017

Estado e municípios alinham diretrizes para retomada da distribuição de cestas nutricionais

Secretário de Jequiá da Praia participa de encontro que garante reforço na alimentação de gestantes e crianças em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar

image

O secretário de Assistência Social de Jequiá da Praia, Domício Júnior, participou de encontro que promoveu o debate em torno da retomada do programa de distribuição de cestas nutricionais para gestantes em situação de vulnerabilidade social em Alagoas. O evento foi realizado na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Maceió, e contou com a presença de técnicos e gestores da Assistência Social de todo o Estado, estes que serão os responsáveis pela distribuição que será feita nos municípios. Na ocasião, Domício Júnior estava representando a prefeita Jeannyne Beltrão.

A boa notícia é que Jequiá da Praia foi mais uma vez contemplada e, até o próximo dia 10 de novembro, a Secretaria Municipal de Assistência Social estará recebendo as cestas nutricionais. “O projeto teve algumas alterações. Agora, após o parto a gestante (nutriz) receberá a cesta até o 6º mês de vida do bebê. Quero agradecer ao secretário estadual de Assistência Social, Fernando Pereira, e à secretária adjunta, Morgana Tavares, além de reforçar o trabalho conjunto que a prefeita Jeannyne vem desenvolvendo na área de ação social”, destacou Domício.

O encontro teve por objetivo sanar as possíveis dúvidas que os profissionais tinham sobre o programa, explicar como deverá ser realizada a prestação de contas dos municípios, o cronograma de atividades, e também a logística de entrega entre Estado e municípios.

Entrega - Segundo o secretário estadual da Assistência Social, Fernando Pereira, a entrega das cestas terá início no mês de novembro e será feita diretamente pela Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades) nas Secretarias Municipais, de acordo com a demanda de cada município.

“O cronograma será dividido por região e divulgado por meio eletrônico, através de contatos fornecidos no Formulário de Cadastramento de Gestores. A entrega será bimestral e de responsabilidade de um gestor designado por cada Secretaria”, explicou Pereira. “Sem dúvidas teremos resultados positivos, como a redução da mortalidade infantil e o desenvolvimento saudável da mãe e do bebê”, completou o secretário.

Contrapartida - Para ter direito ao benefício, a gestante deve fazer a sua parte. Conforme a superintendente de Assistência Social, Elis Correia, é necessário que o pré-natal seja realizado corretamente, com acompanhamento da equipe de Proteção Social Básica do município.

“Este pré-requisito já consta na Lei Orgânica de Assistência Social e é preciso que seja cumprido. O objetivo das cestas é nutrir mãe e bebê, por isso é fundamental esse acompanhamento”, enfatizou.

 

mais notícias